Agricultura: Prego dereas naCeasa Curitiba recebe 311 propostas e superaexpectativa

0
Share

O processo de licitação de áreas para boxes na unidade de Curitiba da Ceasa Paraná superou as expectativas da direção da empresa. Dos 29 lotes com 41 boxes colocados no processo de pregão presencial, 25 foram arrematados, dois foram revogados e aguardam decisão judicial, e apenas dois não tiveram interessados.


“Ao todos foram apresentadas 311 propostas para as áreas colocadas para o mercado atacadistas da nossa unidade em Curitiba. A procura e o número de interessados mostram a importância do setor de comércio de hortigranjeiros, mesmo com os problemas que enfrentamos neste período de pandemia da Covid-19”, afirma Éder Eduardo Bublitz, diretor-presidente da Ceasa Paraná.


O valor alcançado pelo pregão realizado no Centro de Eventos da unidade chegou a R$ 8,92 milhões. A outorga do Termo de Permissão de Uso – TPRU das áreas licitadas se dará pelo prazo de 25 anos.


FOZ E LONDRINA A Ceasa está programando, ainda para este ano, mais duas licitações em suas unidades em Foz do Iguaçu e Londrina. Segundo Sônia de Brito Barbosa, pregoeira e coordenadora da Comissão Permanente de Licitações (CPL) da Ceasa Paraná, os editais com os detalhamentos de áreas a serem colocadas em leilão, assim como das obras e demais serviços para os dois mercados atacadistas, serão divulgados em breve no site da Ceasa Paraná e em jornal de circulação estadual.


“Estamos detalhando esses trabalhos. A Ceasa de Foz do Iguaçu terá pregões para áreas de boxes para o comércio atacadista de hortigranjeiros, e ainda de pavimentação de áreas. Na Ceasa de Londrina deveremos ter obras para a colocação de gradios na unidade, reforma da cobertura do pavilhão do Mercado do Produtor e pavimentação de áreas”, diz Sônia de Brito Barbosa.


As obras devem seguir as especificações da Divisão de Manutenção e Engenharia (Diman) da Ceasa Paraná e estarão também no edital com o memorial descritivo. “Temos seguido as orientações do Ministério Público estadual na realização dessas licitações, assim como do acompanhamento da nossa Assessoria Jurídica e das respectivas Gerências de Mercado”, completa Bublitz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *