Angra Doce fortalece destino turístico do Norte Pioneiro, diz Romanelli

0
Share

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) disse nesta quarta-feira, 25, que cidades que integram a Angra Doce devem receber mais investimentos públicos e privados com a consolidação da região como destino turístico. “O Norte Pioneiro se destaca pelas belezas naturais, com cachoeiras, morros e fazendas centenárias que anualmente atraem milhares de turistas de várias partes do Brasil e do exterior, destacou ao participar do 1º Evento Oficial Governança do Angra Doce Federal, realizado em Carlópolis.

“O Angra Doce integra esse destino turístico e o estabelecimento de parcerias entre as iniciativas pública e privada certamente vão impulsionar o potencial turístico da região”, disse o deputado do atrativo na divisa com São Paulo.

A região é procurada por visitantes interessados na prática de esportes radicais e de aventura, como canoagem, rafting, trekking, voo livre, paraglider, além de atividades náuticas e de pesca. Em Ribeirão Claro, município que integra a região do Angra Doce, a seleção brasileira de canoagem montou uma base de treinamento, com os principais atletas da delegação revelados nos projetos sociais da cidade.

A região é banhada pela Represa Xavantes (SP) formada por um lago de 9,4 bilhões de m3 de água doce, a três quilômetros da foz do Rio Itararé. O reservatório ocupa uma área de cerca de 400 km2. Daí a origem do nome, devido à semelhança com a região de Angra dos Reis, no litoral fluminense.

Mapeamento — A Atunorpi (Associação Turística do Norte Pioneiro) e a Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro) apresentaram às lideranças regionais e estaduais um mapeamento parcial do reservatório Xavantes. De acordo com o documento, o potencial da região está na prática de esportes náuticos, como a vela e canoagem velocidade.

A meta é fortalecer e sensibilizar os governos federal e estadual sobre a importância da criação de políticas públicas para incentivar o turismo e transformar a região num dos principais destinos turísticos do Brasil. Para Romanelli, muitos empreendimentos já consolidados e outros em andamento têm impulsionado o setor.

“O Norte do Paraná tem empreendimentos privados importantes em várias cidades, como em Carlópolis, Ribeirão Claro, Bandeirantes e Sertaneja. Os produtos turísticos da região, como a Rota do Café, a Rota do Rosário e a Angra Doce são responsáveis pelo crescimento econômico registrado no últimos anos, que coloca o Norte Pioneiro na linha de frente para receber investimentos públicos”, avalia Romanelli.

Atunorpi – O evento do Angra Doce reuniu lideranças dos 15 municípios do Paraná e São Paulo. Fundada em 2015, a Atunorpi é a entidade credenciada pelo Ministério do Turismo para debater projetos para a região.

O Norte Pioneiro tem 16 municípios inseridos no mapa do turismo nacional do Ministério do Turismo: Andirá, Bandeirantes, Cambará, Carlópolis, Cornélio Procópio, Ibaiti, Itambaracá, Jacarezinho, Joaquim Távora, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Santa Mariana, Santo Antônio da Platina, Siqueira Campos, Tomazina e Wenceslau Braz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *