CEPE da UEL oficializa retorno de aulas presenciais a partir de 24 de janeiro

0
Share

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) da UEL aprovou nesta quinta-feira (25) o retorno das aulas presenciais a partir do dia 24 de janeiro, quando os estudantes deverão iniciar o 2º semestre de 2020. A aprovação ocorreu durante reunião remota com a participação de mais de 50 conselheiros. Na prática foi aprovada a Resolução nº 032/2021 que elenca regras e obrigações para o retorno das atividades acadêmicas, a partir do cumprimento de protocolos sanitários e do Plano de Contingência contra a Covid-19 da UEL.

CEPE aprova Resolução que orienta atividades letivas de 2021 e permanência do ensino remoto.

A minuta aprovada considera que a presencialidade passa a ser a regra e o ensino remoto emergencial excepcional. Durante a reunião, o reitor da UEL, Sérgio Carvalho, esclareceu uma série de dúvidas relacionadas às condições sanitárias, de limpeza  e de saúde, condições de transporte coletivo e funcionamento do Restaurante Universitário (RU).

Retorno presencial marca início do 2º semestre do ano letivo de 2020 (FOTOS: Arquivo/COMUEL).

O reitor ressaltou que o retorno ocorre quando todos os estudantes de graduação e pós-graduação estão com o esquema vacinal contra a Covid-19 completo. Ele adiantou que procurou pessoalmente a prefeitura de Londrina para debater a necessidade de atenção especial por parte da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) para que seja providenciado transporte coletivo para atender a região Leste de Londrina, sobretudo o Campus Universitário.

Sérgio Carvalho explicou também que a Prefeitura do Campus (PCU) concluiu a terceirização de funcionários que deverão atuar no setor do zeladoria e limpeza em todos os Centros de Estudos e demais unidades do Campus, reforçando o trabalho de manutenção e limpeza que já é realizado pela equipe de zeladoria composta por servidores efetivos da Universidade. Segundo o reitor, a terceirização foi necessária já que o cargo de zelador foi extinto, não havendo possibilidade de novas contratações.

A Pró-reitora de Graduação, professora Marta Fávaro, relatou o processo, destacando todos os pontos da Resolução que estabelece o retorno presencial. Ela também esclareceu que o processo de retomada prevê estudos para possíveis alterações nos horários de entrada e saída de aulas, como forma de melhorar o fluxo de estudantes nos horários de pico.

Ela informou também que já existe a definição por parte da concessionária TCGL em ocupar uma das salas do Serviço de Bem-Estar à Comunidade (SEBEC) para atender estudantes que necessitarem da confecção da carteira de passe estudantil, a partir de 24 de janeiro.

Retorno seguro

Já o vice-reitor, professor Décio Sabbatini, coordenador do Grupo de Trabalho Covid-19 da UEL, explicou que a Universidade conta com uma terceira versão do Plano de Contingência contra a doença, que elenca diretrizes, normas e ações neste momento da pandemia. Ele explicou que a recomendação é manter o uso de máscaras, higienização das mãos e o distanciamento como forma de precaução para evitar a transmissão do vírus. “Estamos nos organizando para o retorno presencial de todos os estudantes. Mantendo todas as precauções qualquer possibilidade de surto será pequena”, avaliou.

3ª edição do Plano de Contingenciamento da Covid-19 foca no retorno seguro às aulas



com informações de O Perobal, o jornal online da UEL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *