convênio abre 200 vagas em Ibiporã

0
Share

Um convênio assinado na tarde desta quarta-feira (27), entre a UEL e a Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal de Ibiporã, vai abrir 200 vagas de estágio em licenciatura não-obrigatório em instituições da Rede Municipal de Ensino da cidade vizinha. As bolsas serão destinadas a estudantes dos cursos de Licenciatura da UEL, que atuarão nos colégios municipais e na rede integral de ensino.

A assinatura do convênio reuniu a pró-reitora de Graduação, Marta Regina Gimenez Fávaro; o prefeito de Ibiporã, José Maria Ferreira; a vice-prefeita, Mari de Sá; e o secretário de Educação, Antonio Prata Neto. O contrato, com validade de 12 meses, terá um custo de R$ 2.256.000,00 à secretaria municipal.

Convênio foi assinado nesta quarta-feira (27), na Pró-reitora de Graduação, com a presença de representes da UEL e da Prefeitura de Ibiporã, prefeito e secretários.

Os estudantes poderão receber bolsas de estágio em licenciatura em duas modalidades: apoio à docência regular e à docência inclusiva. Na modalidade regular, há 100 bolsas no valor de R$800,00 para 20 horas semanais. Na modalidade inclusiva, são 30 bolsas de R$800,00 para jornadas de 20h e 70 bolsas de 30 horas, no valor de R$1200,00. 

O processo de chamamento dos estudantes deve ocorrer no mês de novembro, por meio de edital. Os estagiários devem observar as regras de ingresso em estágio não-obrigatório de cada um dos cursos para efetuar a inscrição. O início das atividades nas escolas de Ibiporã está previsto para o começo do ano letivo de 2022, em 1º de fevereiro.

Incentivo à atuação profissional

Segundo a pró-reitora de Graduação, o convênio traz um grande diferencial às licenciaturas da UEL. “É uma forma de atrair o jovem que está cursando uma licenciatura, muitas vezes desmotivado pela desvalorização profissional, a prosseguir na área”, considera. “É uma forma de aproximar as licenciaturas das demandas mais próximas dos municípios”, completa.

Para o prefeito de Ibiporã, a assinatura do convênio possibilita uma expertise que o município, sozinho, não teria à disposição. “Estamos vivendo um momento de muitos desafios para a educação. Em Ibiporã, queremos reforçar a alfabetização com a vinda desses estagiários. Isso deve preencher um vazio que nós não conseguiríamos preencher sozinhos”.

Já o secretário de Educação, Antonio Prata Neto, avaliou o convênio como uma forma de estreitar os laços entre a universidade pública e a sociedade. “Dessa forma, mais uma vez, a Universidade cumpre sua função, de estender a formação, a pesquisa e o ensino à sociedade”, ressaltou.

Educação Bilíngue

Não é a primeira vez que a UEL realiza parcerias com a Prefeitura de Ibiporã. Em julho, uma atividade de formação envolveu duas pesquisadoras da Universidade, que atuaram em um curso de formação bilíngue no município do Norte do Paraná e, também, em São Lourenço do Oeste (SC). 

Durante dois dias, os professores da rede municipal participaram de atividades formativas sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Oferta de Educação Plurilíngue (Parecer 02/2020), do Ministério da Educação (MEC). O objetivo foi a capacitação das professoras do ensino básico para a atuação bilíngue em todos os níveis, do biletramento dos estudantes às relações entre o Parecer e a Base Nacional Curricular Comum (BNCC).



com informações de O Perobal, o jornal online da UEL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *