Cultura divulga resultado preliminar de seleção para o Programa Fábrica

0
Share

Na última sexta-feira (8), a Secretaria Municipal de Cultura (SMC) publicou o resultado preliminar do Edital no 003/2021, cujo objetivo é selecionar bolsistas com projetos independentes de oficinas criativas que comporão o Programa Fábrica – Rede Popular de Cultura. Dentre as 106 iniciativas inscritas, 18 serão selecionadas para receber bolsas no valor de R$ 20 mil e outros seis serão contempladas com bolsas de R$ 40 mil, totalizando um montante de R$ 600 mil em recursos oriundos do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).

O edital contendo as listas de projetos classificados e desclassificados pode ser acessado na edição no 4.459 do Jornal Oficial do Município, a partir da página 20 (clique aqui). O documento inclui as notas atribuídas a cada inscrito pela comissão de seleção, que utilizou critérios de avaliação como a relação custo-benefício; clareza e coerência nos objetivos; criatividade; importância para a cidade; e a capacidade executiva de cada proponente.

Os participantes que discordarem do resultado preliminar poderão entrar com recursos de hoje, quarta (13) até a próxima terça-feira (19). Para fazê-lo, é necessário preencher o formulário específico (disponível aqui) e encaminhá-lo por meio da plataforma Londrina Cultura. Os recursos serão analisados pela Comissão de Análise de Projetos Culturais (CAPC), e a previsão é que o resultado final do Edital no 003/2021 seja divulgado até o fim de outubro.

O coordenador da Fábrica – Rede Popular de Cultura, Valdir Grandini, afirmou que a adesão da comunidade ao programa superou as expectativas da SMC. Segundo Grandini, as equipes do órgão avaliaram os projetos inscritos de forma criteriosa, e com grande dedicação. “É muito positivo ver quanta gente está pensando a cultura e propondo atividades nessa área. O diferencial da Fábrica é que, por ser composta por oficinas de criação, ela oferece à população a possibilidade de participação ativa no processo artístico. Temos uma grande diversidade nos projetos inscritos, que abrangem diferentes linguagens e linhagens artísticas, o que é uma riqueza para a cidade”, frisou.

Rede Popular de Cultura – O programa tem o objetivo de viabilizar a execução de projetos de oficinas de criação cultural nos bairros, distritos e patrimônios de Londrina. As ações contempladas podem ser realizadas em meio virtual remoto ou em locais como escolas, museus e espaços comunitários, em diversas linguagens artísticas, visando promover a distribuição de atividades culturais em todas as regiões do município.

Os projetos podem ser inscritos por pessoas físicas, desde que sejam residentes e domiciliadas em Londrina, e também por coletivos culturais não formalizados juridicamente. As oficinas propostas devem integrar uma ou mais das seguintes áreas culturais: artes de rua; artes plásticas; artes gráficas; artesanato; cultura integrada e popular; circo; dança; música; teatro; fotografia; literatura; mídia; patrimônio cultural e natural; hip hop; infraestrutura cultural; cinema; e videografia. Com início programado para o final de novembro, as ações abrangidas pelo programa devem ser executadas até março de 2022.

Para a imprensa: outras informações podem ser obtidas com o coordenador da Fábrica – Rede Popular de Cultura, Valdir Grandini, pelo telefone (43) 3371-6600.



com informação da Prefeitura de Londrina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *