Deputado Cobra Repórter participa de comemoração ao Jubileu de Ouro da UEL e do HU

0
Share

O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), vice-líder do Governo, esteve com o governador Ratinho Junior, na noite desta quinta-feira (30), no evento  “HU in Concert”, no Cine Teatro Ouro Verde, em Londrina. A solenidade marcou as comemorações dos 50 anos do Hospital Universitário (HU) e da Universidade Estadual de Londrina (UEL). 

“A UEL presta um serviço de excelência através de seus profissionais altamente qualificados: é premiadíssima e referência nacional sem dúvida alguma! O HU é um Hospital modelo estadual em atendimentos de alta complexidade e referência na área de ensino e pesquisa em saúde no Brasil. No combate à pandemia, teve um papel crucial: mais de 15 mil pessoas atendidas. Essas entidades são exemplos de serviços de qualidade oferecidos à população”, ressaltou o deputado Cobra Repórter. 

“Estamos comemorando o Jubileu de dois patrimônios do Paraná. O HU salva vidas, e quantas vidas foram salvas apenas nesta pandemia? Alguém imagina como seria se o HU de Londrina não existisse? São 250 municípios que dependem do hospital. Estou aqui representado mais de 11,5 milhões de paranaenses neste agradecimento ao HU”, destacou o governador Ratinho Junior.

Durante a solenidade, pessoas marcantes da história dos complexos foram homenageadas. Três personalidades receberam a distinção de Prêmio Jubileu de Ouro: Ascêncio Garcia Lopes, o primeiro reitor da UEL; Humberto de Morais Novaes, o primeiro diretor superintendente do HU; e Nelson Rodrigues dos Santos, primeiro diretor do Centro de Ciências da Saúde (CCS). A cerimônia contou ainda com a apresentação do Quinteto de Cordas, da Orquestra Sinfônica da UEL (OSUEL), acompanhado de saxofone e bateria.

HU – Único hospital público de grande porte da Região Norte, o HU/UEL é considerado centro de referência para o Sistema Único de Saúde (SUS), além de modelo estadual em atendimentos de maior gravidade e de alta complexidade.

Desde o início da pandemia da Covid-19, em março de 2020, são 15.698 pessoas atendidas pela estrutura do Hospital Universitário. Foram disponibilizados 213 leitos exclusivos para tratamento da doença, sendo 96 de enfermaria, 106 de UTI adulto e 11 de UTI pediátrica. Ao todo, o Governo do Estado investiu R$ 41,4 milhões exclusivamente em ações relacionadas ao combate à pandemia na instituição. 

Além de toda a qualificação técnica e de infraestrutura, o HU/UEL mantém serviços de referência no atendimento à população. Entre eles, o Ambulatório de Especialidades, o Centro de Tratamento de Queimados e o Hemocentro Regional de Londrina, que atende hospitais da 17ª Regional de Saúde, Telemedicina e Telesaúde, o Centro de Assistência Toxicológica – que presta assessoria e orientação em casos de intoxicação ou exposição a agentes tóxicos. Entre outros serviços, estão também o Banco de Leite Humano e a Unidade Neonatal, com destaque para o Método Canguru.

UEL – Criada pelo Decreto nº 18.110, de 28 de janeiro de 1970, a UEL celebra a data de seu reconhecimento: 7 de outubro de 1971. A instituição de ensino superior nasceu da união de cinco faculdades, algumas existentes desde a década de 50. O projeto inicial uniu os vários professores e disciplinas dos cursos ofertados na época em departamentos, considerando áreas afins. Por sua vez, foram reunidos em Centros de Estudos, que totalizam nove e, hoje, abrigam 52 cursos de graduação.

Desde 1987, o ensino é gratuito no nível de graduação. Foi transformada em autarquia pela Lei Estadual 9.663 de 16/07/91 e, como tal, tem autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial em política educacional, mas é vinculada financeiramente do Governo do Estado, de onde se origina a maior parte dos recursos que asseguram sua operação e manutenção.

Os cursos de Pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) também são gratuitos. Somados os espaços do Campus, Fazenda Escola e outros, externos, a UEL chega a 2,3 milhões de metros quadrados. São mais de 13 mil alunos, a maioria do próprio Paraná. A universidade conta com 3.859 servidores efetivos, dos quais 1.262 são docentes. Destes, 1.049 possuem título de Doutor e 169 de Mestre. Entre os 2.597 servidores técnico-administrativos, são 59 doutores e 150 mestres.

 

Com informações da Agência Estadual de Notícias



com informações da Assessoria de Imprensa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *