Educao: Escolas da rede estadual tm mdia de 62,3% de alunos em ensino presencial

0
Share

Os colégios da rede estadual de ensino do Paraná atingiram a média de 62,3% de presença de estudantes em sala de aula nesta semana, entre os dias 27 e 29 de setembro. O número representa um aumento de quase 10 pontos percentuais em relação à semana anterior. Na última quinta-feira (23), a resolução n° 860/2021, da Secretaria de Estado da Saúde, que dispõe sobre novas medidas de prevenção, monitoramento e controle da Covid-19 nas instituições de ensino públicas e privadas do Estado, priorizou o retorno presencial às aulas.


No Colégio Estadual Professora Marli Queiroz Azevedo, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), o índice de presença em sala de aula chegou a 70%, pouco acima da média estadual. “Começamos o retorno gradual em 21 de junho, com poucos alunos. Os pais dos estudantes que estavam em ensino remoto acompanhavam os meets e viam que quem estava na escola estava cumprindo o distanciamento, que estávamos tomando cuidado. Isso fez com que os pais tivessem mais segurança para este retorno integral, agora”, disse a diretora Tânia Maria Sugamosto Hennequinn.


Dos 1,6 mil estudantes matriculados, mais de 1,1 mil estão frequentando a escola diariamente. Aqueles que têm comorbidades acompanham a aula em tempo real, por meio do Google Meet. A aluna Sofia Lavado, que está no 6º ano, diz preferir o ensino presencial. “É bem melhor de aprender, me sinto mais esclarecida”, afirmou.


Assim como Sofia, a aluna Gabriela da Silva, também do 6º, gosta do cotidiano na escola. “Na minha casa, a internet acabava caindo bastante, então, eu perdia algumas coisas. Agora, aprendo melhor”, disse.


José Ricardo Coelho, professor de Matemática, afirma que tanto os alunos quanto os educadores estão em processo de adaptação à nova rotina, após quase dois anos em ensino remoto. “Estando aqui, presencialmente, a gente consegue auxiliar o estudante a cada dificuldade que ele tem. Para eles, está sendo bem importante estar na escola neste momento”, destacou.


VISITA DO MEC  Na última segunda-feira (27), o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Mauro Luiz Rabelo, visitou o Colégio Estadual Pedro Macedo, em Curitiba. “Tive a oportunidade de acompanhar visitas no Rio de Janeiro, Natal, no próprio Distrito Federal, em Roraima e agora aqui. Fiquei impressionado com a organização, com a infraestrutura e com a beleza da escola nos seus mínimos detalhes, que faz com que os jovens tenham gosto de estar ali”, disse.


Rabelo também falou sobre a harmonia pedagógica da escola e os cumprimentos das medidas de biossegurança. “Completamente aderente às recomendações sanitárias e com organização pedagógica. Deu para sentir na conversa rápida com professores e estudantes, na sala de aula, no laboratório de computação e no convívio com o ensino remoto com os estudantes que estavam de casa pelo monitor da TV. Ver isso numa escola pública é muito gratificante”, acrescentou.


ALUNOS COM COMORBIDADES  Com a nova resolução, as escolas da rede estadual passaram a atender os estudantes essencialmente de forma presencial, encerrando as aulas online (via Google Meet), que só serão mantidas para os casos elencados na resolução: alunos com comorbidade, a critério médico ou que estejam em isolamento. O ensino remoto também acontecerá nos casos em que há revezamento dos estudantes devido à necessidade do distanciamento de 1 metro entre as carteiras.


BIOSSEGURANÇA – Os colégios continuam mantendo as medidas de biossegurança adotadas desde o retorno presencial gradual, em maio. Entre elas, estão a obrigatoriedade do uso de máscaras, a adoção do distanciamento físico entre pessoas, o não compartilhamento de objetos e utensílios pessoais, a limpeza e desinfecção do ambiente e superfícies, entre outras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *