Guarda Municipal encaminha para delegacia pessoa suspeita de abandono de incapaz

0
Share

A Guarda Municipal de Londrina foi acionada por volta das 15h de quinta-feira (30), por uma servidora da Unidade Básica de Saúde (UBS) do distrito de Guaravera, para verificar uma denúncia abandono de incapaz. Enquanto realizava visitas de rotina, a servidora foi informada por vizinhos sobre a possibilidade de um adolescente com problemas de saúde estar sozinho dentro da residência.

Imediatamente a equipe da Guarda Municipal Rural foi até o local para verificar e constatou que a casa estava trancada. Os guardas optaram por chamar pelo nome do rapaz, que estaria dentro da residência, e em seguida ouviram sons vindo dos fundos da casa. Com o objetivo de de salvar a pessoa, os agentes da GM entraram no quintal e foram até a edícula.

A porta do imóvel dos fundos estava aberta e os guardas municipais encontraram ali um rapaz de, aproximadamente, 18 anos deitado em uma cama. As janelas estavam fechadas e o rapaz, coberto com um grosso cobertor, apresentava bastante sudorese. Não havia alimentos ou água no local, e o jovem não conseguia se locomover.

Por volta das 16h30 a pessoa que tem a tutela do jovem chegou ao local e foi informada sobre a situação. Por conta do flagrante, foi encaminhada até a delegacia da Polícia Civil para que os fatos fossem relatados à autoridade policial.

O supervisor Ribeiro, da Guarda Rural, destaca a importância da confiança da comunidade. “O trabalho em proximidade com os servidores e munícipes gera um elo de confiança onde diversas informações e denúncias são repassadas às equipes, possibilitando um canal efetivo e de grandes resultados no que se refere ao aumento da segurança. Buscamos constantemente manter as comunidades rurais o mais próximo da paz”, reforçou.

A Guarda Municipal fez contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para que fosse verificada a situação da saúde do rapaz. A Assistência Social também foi comunicada sobre o fato.



com informação da Prefeitura de Londrina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *