LGBTQIA+ é tema de sensibilização para profissionais da saúde

0
Share

Nesta terça-feira (5) e quarta-feira (6), as equipes de profissionais da atenção primária em saúde da Prefeitura de Londrina estão participando de uma sensibilização sobre o acesso em saúde para a população LGBTQIA+. A capacitação teve início na manhã de hoje (5) e prosseguirá das 13h às 15h, de amanhã (6), sempre de forma remota, pela Plataforma Google Meet. O link para o acesso é meet.google.com/fvy-gbnz-ddp. Para participar é preciso se inscrever no Ambiente Virtual de Aprendizagem da Escola de Governo. A chave de acesso é a ace-2021.

O objetivo é abordar as questões do dia a dia das pessoas que fazem parte do grupo LGBTQIA+ levando em consideração suas especificidades. Dentre as quais, estão a garantia legal de ser chamado pelo nome social escolhido, direito de ser atendido e acolhido nos serviços com respeito e cordialidade, e de receber uma atenção adequada às suas particularidades.

Segundo a supervisora do Programa de Residência de Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde, Beatriz Zampar, dentro da população LGBTQIA+, as pessoas trans têm mais dificuldade para acessar os serviços de saúde (como o ambulatório) e tem uma expectativa de vida baixa, quando comparadas à população em geral. Isso deve-se, em grande parte, pela violência sofrida por essas pessoas e ao preconceito fortemente instalado na sociedade.

“O Brasil é o país que mais mata pessoas trans no mundo e a gente precisa mudar essa realidade. Por isso, precisamos pensar e falar sobre os cuidados integrais, e não apenas em Infecções Sexualmente Transmissíveis. Mas, também, em saúde mental, diabetes, pressão alta e tudo que envolve a saúde das pessoas. Essa sensibilização é importante para poder dar o cuidado e o acolhimento adequados a população LGBTQIA+”, disse a médica e supervisora do programa.

De acordo com Zampar, Londrina está organizando o laboratório trans, em parceria com o Programa de Residência de Medicina de Família e Comunidade e com algumas diretorias da Secretaria de Saúde. Com isso, a intenção é garantir a efetividade dos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS), como a universalidade, integralidade e equidade. Eles reforçam a importância do atendimento de todo e qualquer cidadão, de forma integral e completa, de acordo com suas necessidades, oferecendo mais a quem mais precisa.



com informação da Prefeitura de Londrina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *