Prefeitura e comerciantes discutem melhorias para a Avenida Duque de Caxias

0
Share

Com o objetivo de discutir soluções de trânsito e melhorias para a Avenida Duque de Caxias, o prefeito Marcelo Belinati reuniu-se, nesta sexta-feira (19), com empresários e comerciantes que atuam na via. Realizado no Auditório da Prefeitura de Londrina, o encontro contou com a participação do coordenador do Núcleo Nossa Duque, da Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil), Carlos Eusébio; do chefe de gabinete, Moacir Sgarioni; e dos presidentes da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), Marcelo Cortez; e do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (Ippul), Tadeu Felismino.

Também estiveram presentes outros representantes da Acil e os vereadores Giovani Mattos, Eduardo Tominaga e Professora Sonia Gimenez.

Prefeito de Londrina, Marcelo Belinati. Foto: Emerson Dias – N.Com/PML

A reunião teve como foco três questões urbanas para a Avenida Duque de Caxias. O principal assunto discutido foi a revitalização da via. O prefeito anunciou que, em 2022, a Administração realizará uma série de obras na Duque . “Faremos várias ações, incluindo recapes e melhorias na iluminação, arborização e sinalização. Posteriormente, vamos realizar uma revitalização completa, nos moldes da que foi feita na Rua Sergipe”, afirmou o prefeito Marcelo.

O presidente do Ippul, Tadeu Felismino, explicou que o órgão já está elaborando um projeto específico para a avenida,  em conjunto com o departamento de Arquitetura da Universidade Estadual de Londrina e representantes dos empresários da região. “O objetivo é recuperar a história da Avenida Duque de Caxias, aproveitando e potencializando os seus atrativos. A UEL já preparou um estudo sobre isso, financiado com recursos do Programa Municipal de Incentivo à Cultura. Esse trabalho prévio, que resultou em um catálogo de excelente qualidade, será uma de nossas fontes de informação”, salientou.

Trânsito – Durante o encontro, também foram discutidas medidas voltadas a melhorar o fluxo de trânsito da avenida. Em atendimento à solicitação dos proprietários de empreendimentos localizados na via, a CMTU está realizando estudos para a implementação de faixas rotativas de estacionamento, no horário de entrepico do tráfego, das 9h às 16h. Além disso, no mesmo período, a Companhia pretende liberar as faixas exclusivas de ônibus para veículos individuais.

De acordo com o presidente da CMTU, Marcelo Cortez, a execução dessas soluções demandará a implantação de uma estrutura de fiscalização, composta por agentes da Zona Azul e por um sistema de videomonitoramento. “Faremos um trabalho de conscientização e educação junto aos motoristas, para assegurar que os horários do tráfego e as demais regras de trânsito sejam cumpridas”, afirmou.

Ainda segundo Cortez, em conjunto com o Ippul, a Companhia pretende melhorar a sinalização da Avenida Duque de Caxias, no trecho localizado entre as avenidas Leste-Oeste e Juscelino Kubitschek.

Outro assunto debatido foi o antigo projeto de duplicação da via que, por incluir uma faixa de reserva, impede a ampliação de construções existentes e exigiria a desapropriação de quase cem áreas. O prefeito Marcelo salientou que, além das dificuldades causadas aos comerciantes, uma desapropriação dessas dimensões teria custos muito elevados para o Município e geraria disputas jurídicas que poderiam se estender por décadas. Para resolver o impasse, o projeto de Lei do Sistema Viário, de autoria da Prefeitura, prevê o cancelamento do plano de duplicação. A medida será analisada e votada pela Câmara de Vereadores até o fim de 2022.

“Esse é um problema que se arrasta há quase 50 anos e está sendo analisado pelos técnicos do Ippul. Não há condição jurídica e burocrática para realizar essa duplicação, então vamos procurar outras soluções viárias para a Duque de Caxias. Dessa forma, liberamos os empresários para realizar melhorias nos seus negócios e ajudamos a promover o desenvolvimento da região”, frisou Marcelo.



com informação da Prefeitura de Londrina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *