Prefeitura visita obras de construção do Centro de Referência da Pessoa com Deficiência

0
Share

Nesta quarta-feira (6), às 10h, a Prefeitura de Londrina acompanhará o andamento das obras do novo Centro de Atendimento à Pessoa com Deficiência, estrutura em fase inicial de construção no Jardim Sabará, região oeste, ao lado da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Sabará.

Iniciadas no começo de setembro, as obras de construção deste centro estão nos serviços preliminares. A unidade, que está sendo construída do zero, promete ser referência estadual e nacional em atendimentos interdisciplinares e de reabilitação de pessoas com deficiência intelectual, auditiva ou física, de natureza temporária ou permanente; progressiva, regressiva ou estável; intermitente e contínua.

O complexo é administrado pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paranapanema (Cismepar), que também é responsável pela execução das obras. O novo centro para pessoas com deficiência está sendo erguido em terreno com área total de 15.600,41 mdoado pela Prefeitura de Londrina, por meio da Lei Municipal nº 12.626/2017, sancionada pelo prefeito Marcelo Belinati, que colaborou com o projeto repassando recursos financeiros de emenda parlamentar, enquanto exercia mandato como deputado federal.

A realização dos serviços está sendo feita pela PGC Engenharia de Obras Ltda., empresa contratada via processo licitatório viabilizado pelo Cismepar. A Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (SMOP) participou da iniciativa, prestando assessoria técnica e orientações ao Cismepar quanto às adequações finais necessárias à documentação que viabilizaram a licitação da obra.

No momento, a empreiteira executa serviços de preparação do terreno, trabalhando na base de fundação estrutural do solo, o que inclui demarcações e, posteriormente, terraplenagem e escavações. As equipes vêm atuando com máquinas no local, que deverá ter o novo centro funcionando em até 12 meses, conforme o contrato estabelece.

A construção será realizada com investimento total de R$ 5.241.912, por meio de recursos viabilizados em 2016, advindos de emendas parlamentares diferentes. Houve somatória de verbas por meio do atual prefeito Marcelo Belinati, quando deputado federal, que liberou emenda de R$ 1,45 milhão; do então deputado federal, Alex Canziani, com R$ 1,5 milhão; do deputado federal Luiz Carlos Hauly, com R$ 1,5 milhão; da então senadora Gleisi Hoffmann, com R$ 350 mil; do senador Álvaro Dias, com R$ 241.912; e do deputado federal, Rubens Bueno, com R$ 200 mil.

Estrutura – Este espaço poderá chegar a beneficiar mais de 100 mil pessoas com deficiência que residem nos 21 municípios da Região de Saúde do Médio Paranapanema. Atuando de forma interprofissional e intersetorial, o local vai dispor de uma capacidade instalada para atendimento a cerca de 550 pessoas por mês.

A equipe do Centro será formada por cerca de 40 profissionais de diferentes áreas de atuação, incluindo fisioterapia, psicologia, nutrição, fonoaudiologia, medicina, enfermagem, serviço social, educação física, pedagogia, música e terapia ocupacional, entre outras.

Ao todo, a construção terá 1.690 m2 e contará com recepção e sala de espera; 12 consultórios gerais; 14 salas/box de terapia; uma cabine acústica; depósito de materiais de limpeza; vestiários masculino e feminino; e almoxarifado. Também estão incluídos refeitório; sala de coordenação; arquivo; administração; dois blocos de sanitários; sala de macas; e sala de reuniões.



com informação da Prefeitura de Londrina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *