Reunião no gabinete do deputado Tiago Amaral sela compromisso de escola para a Vila Guadiana em Mandaguaçu – Tiago Amaral

0
Share

Uma reunião no gabinete do deputado Tiago Amaral essa semana selou um compromisso importante para a Vila Guadiana, em Mandaguaçu, na região metropolitana de Maringá.

A construção de uma escola estadual para atender as crianças que moram no local. O encontro reuniu o secretário da Educação e do Esporte, Renato Feder e o diretor-presidente da Fundepar, Marcelo Pimentel Bueno, convidados pelo deputado Tiago Amaral e dois professores: o prefeito Indio e o vereador Morandir Marassi. Em pauta, a necessidade de uma nova escola estadual.

“Mandaguaçu por si só tem necessidade de mais uma escola e a Vila Guadiana fica em uma região com duas rodovias, uma federal e outra estadual, e é justamente o caminho que cerca de 600 crianças fazem para ir até a escola, elas passam pelo lugar mais perigoso que é a rodovia estadual, um local com muitos acidentes”, explicou Tiago Amaral.

Com cerca de 38 mil habitantes, Mandaguaçu tem apenas duas escolas estaduais. Na Vila Guadiana, que já é maior do que muitos municípios, moram cerca de dez mil moradores e não para de crescer, com vários loteamentos novos e outros surgindo.

“A secretaria analisou o assunto e nós vamos construir uma escola na cidade. A gente vai correr para começar ainda em 2022 essa obra, fica aqui o compromisso da secretaria de educação”, afirmou o secretário Renato Feder.

“Eu, como professor, enxergo a importância da educação e em uma cidade que cresce como Mandaguaçu uma nova escola é muito bem-vinda, a gente sai daqui muito feliz”, comemorou o prefeito Indio. Alegria compartilhada pelo vereador Professor Morandir. “Eu agradeço ao deputado, ao prefeito Indío por disponibilizar o departamento de engenharia para fazer o projeto e ao nosso secretário por entender a necessidade de uma escola na Vila Guadiana”, comentou.





com informações da Assessoria de Imprensa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *