Sade: Secretaria da Saúde forma auditores do SUS para a gestão pública

0
Share

Formandos do primeiro curso de Especialização em Auditoria do SUS receberam na noite desta terça-feira (23) o diploma que permitirá atuar no controle, avaliação e auditoria dos recursos do Sistema Único de Saúde (SUS). Trinta alunos participaram da solenidade realizada no auditório da Escola de Saúde Pública do Paraná (ESPP).


O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, entregou os certificados do curso, promovido pela ESPP, e falou sobre a importância da capacitação para a gestão dos recursos na área.


“Esse é um grande projeto, que trará eficiência no processo e organização. Poderemos aumentar o volume e qualidade dos serviços ofertados pelo SUS no Paraná. Estou feliz porque começamos e terminamos esse projeto, mesmo com a pandemia e as mudanças que ocorreram”, afirmou.


A especialização é direcionada a profissionais de nível superior da área da saúde da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e das Secretarias Municipais do Paraná, e foi ofertada em Curitiba, para os municípios da Macrorregião Leste e Norte, e Cascavel, abrangendo municípios da Macrorregião Oeste e Noroeste.


“O curso começou em 2019. É uma especialização lato sensu com duração de 14 meses e carga horária de 380 horas. Em Curitiba terminamos com 30 alunos e em Cascavel, 15. Este foi o primeiro curso, mas pretendemos continuar no próximo ano”, informou o diretor da escola, Edevar Daniel.


Dentre os desafios do SUS, está a qualidade na assistência com um custo justo. Essa formação visa justamente desenvolver competências e capacitação para a melhoria do sistema, com o intuito de permitir que gestores públicos consigam trabalhar com os recursos orçamentários e financeiros disponíveis.


O chefe de gabinete da Sesa, César Neves, foi um dos docentes da turma. “Eu também fiz esse curso de especialização em gestão pública há alguns anos e participei do processo de construção de auditoria da secretaria Municipal de Curitiba. A auditoria é um importante elemento de gestão, dando visibilidade e transparência aos processos e traz segurança ao gestor público. A ética é fundamental nesta área”, finalizou.


PARTICIPAÇÃO – Participaram da mesa o diretor de Gestão em Saúde da Sesa, Vinícius Filipak; o professor Diógenes Alencar Bolwerk; a vereadora de Colombo Doliria Strapasson; o vereador de Cascavel Edson Souza; o secretário Municipal de Imbaú, Roberto Amatuzzi; e assessores municipais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *