Secretaria de Fazenda explica como será a correção prevista para o IPTU 2022 – Prefeitura de Cambé

0
Share

A Prefeitura de Cambé, por meio da Secretaria de Fazenda, está finalizando os cálculos para a correção monetária do valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2022. O secretário de Fazenda, Gabriel Cândido, esclarece que junto ao valor do imposto, é adicionada a correção baseada na inflação correspondente ao período de 1° de novembro de 2020 a 31 de outubro de 2021. “Nós utilizamos o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para fazer esse cálculo”, explica. Segundo ele, a correção monetária para 2022 fechou em 10,67%. “Ano passado esse valor estava abaixo de 4%, mas com o aumento de grande parte dos produtos e serviços, a inflação sobe e faz esse índice crescer também”, destaca o secretário.

Segundo Cândido, em Cambé há outra peculiaridade que impacta o valor do IPTU: o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público (MP). O secretário explica que entre 2010 e 2015, o prefeito da época decidiu não reajustar a correção monetária do imposto. Em 2015, o MP firmou um TAC com o município, comprometendo a cidade a repassar esses percentuais atrasados. “O prefeito da época firmou o TAC com o MP onde parcelou os 52,31% que ainda não tinham sido repassados em quatro parcelas de pouco mais de 13%”, conta. Ao assumir o mandato em 2017, o ex-prefeito Zé do Carmo reparcelou as três parcelas restantes em oito vezes, com a intenção de aliviar o valor pago anualmente pelos cambeenses. “Então, desde 2018, o valor passou para 5,29% anualmente, que vai ser concluído apenas em 2025. Esse é um acordo feito na tentativa de quitar esses débitos entre 2009 e 2015, isso é uma peculiaridade de Cambé”, explica.

“Mesmo a cidade tendo que aplicar mais de 15% de correção monetária, Cambé conta com uma legislação que concede descontos significativos”, pontua. Para quem paga à vista até 15/03, o desconto é de 25%, para quem pagar em duas vezes é de 20%, em três o desconto é de 15% e parcelado em 10 vezes o desconto é de 10%. “Mesmo que o cidadão tenha que pagar o valor da correção, ele ainda consegue economizar 10% se pagar em parcela única até a data de vencimento”, ressalta o secretário.

O valor arrecadado com o IPTU é uma das principais Receitas Próprias da Prefeitura, e pode ser aplicada em qualquer setor da administração municipal. A expectativa de arrecadação é de aproximadamente R$ 20 milhões, o que representa cerca de 6% do orçamento anual do município, que em 2022 tem previsão de cerca de R$ 330 milhões. “Parte da população reclama da carga tributária nacional, o que de fato é alto, porém, se isso for transformado em obras, em saúde pública de qualidade, em educação, as pessoas compreendem o objetivo da tributação. O que nós temos tentado fazer na cidade é reverter essa arrecadação para os cambeenses, nós temos muito que melhorar, mas acredito que estamos no caminho certo”, finaliza Gabriel Cândido.

Ainda segundo o secretário, Cambé vai liberar aproximadamente 44 mil carnês de IPTU no começo de fevereiro, sendo que o vencimento para o pagamento à vista ou da primeira parcela é no dia 15 de março.



com informação da Prefeitura de Arapongas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *