Trnsito: Detran, Polcia Militar e Polcia Rodoviria Federal iniciam Operao Pr-Vero 2021

0
Share

Começa nesta sexta-feira (19) o calendário de ações educativas da Operação Pré-Verão 2021 – Juntos Salvamos Vidas, do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), em parceria com a Polícia Militar do Paraná (PMPR) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Serão realizadas abordagens a veículos e motocicletas para orientações e informações sobre os cuidados necessários antes de se fazer uma viagem, para que não haja imprevistos.


As blitz educativas ocorrerão em dez pontos do Estado, nos dias 19 e 27 de novembro e 03 e 11 de dezembro. As ações serão às sextas-feiras no período da tarde, das 15h às 16h30, e aos sábados pela manhã, das 10h às 11h30. As cidades participantes são Paranavaí, Guaíra, Foz do Iguaçu, Cascavel, Pato Branco, Guarapuava, Ponta Grossa, Maringá, Londrina e Curitiba.


“No período de festas de fim de ano, o número de acidentes nas estradas aumenta e muitos deles podem ser evitados apenas com cuidados simples, como a devida manutenção do veículo e o respeito à sinalização”, afirma o diretor-geral do Detran, Wagner Mesquita.


A Operação Pré-Verão é um esforço integrado de ações de conscientização para orientar os motoristas sobre as condições do veículo antes de iniciar uma viagem, incluindo a revisão, e também sobre a forma correta de agir diante de um acidente ou algum problema com o carro no meio da estrada.


A PMPR e a PRF, que atuam nas rodovias estaduais e federais do Estado, se juntaram ao Detran para a ação. “Existe uma expectativa de que a malha viária paranaense receba veranistas e turistas de forma mais intensa nesta temporada”, alerta o subcomandante da PMPR, coronel Rui Barroso.


Ele explica que a operação visa, além de orientar sobre a manutenção básica, conscientizar sobre a documentação obrigatória exigida por lei para a condução, quanto à ingestão de bebida alcoólica e outras medidas necessárias para que sejam evitados atrasos e inconvenientes nas viagens.


“A operação também informará sobre o comportamento no deslocamento nas vias públicas e rodovias federais. Essas ações de orientação procuram levar o motorista a um comportamento diferente, buscando mais segurança e mostrando a importância que ele tem para um trânsito mais seguro”, diz o superintendente regional da PRF, Antônio Paim de Abreu Junior.  


É importante que todos os condutores, além daqueles que serão abordados durante as blitz, tenham conhecimento sobre as recomendações pré-viagem:


– O condutor precisa estar preparado antes de pegar a estrada. Ter uma boa noite de sono, não ingerir medicamentos ou bebidas alcoólicas, fazer paradas periódicas quando se sentir cansado.


– Os veículos precisam passar por uma revisão para que se verifique o estado de conservação das correias e mangueiras, a calibragem dos pneus e estepes, luzes e setas, assim como checagem de freios e parte elétrica.


– É importante conferir o nível dos óleos de motor e freios, combustível, água no limpador de para-brisa, macaco para carro, triângulo e água do radiador.


– Como ninguém está livre de ocorrências, como acidentes ou imprevistos com o veículo, é importante saber como agir ao se envolver ou se deparar com acidentes. A presença de veículos, objetos e pessoas sobre a pista gera risco de novas colisões ou mesmo atropelamentos.


– A PRF orienta que, em acidentes sem vítimas, é imprescindível retirar os veículos da rodovia, mesmo sem a solicitação da polícia. Nestes casos, a remoção é obrigatória por lei para os envolvidos na ocorrência. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em seu artigo 178, prevê multa e considera infração média deixar de tomar tal medida para assegurar a segurança e a fluidez do trânsito.


– Quando há pessoas feridas ou em óbito, os veículos devem ser removidos com anuência ou determinado por um policial ou agente de trânsito. Em situações assim, sinalizar o local e chamar o socorro adequado passa a ser a tarefa mais importante.


– A sinalização deve ser feita usando o pisca alerta do veículo e o triângulo vermelho, ou galhos de vegetação e, durante a noite, até a lanterna do celular podem ajudar. A sinalização precisa ser colocada a uma distância que permita que outros motoristas sejam alertados sobre acidente.


– A distância para começar a sinalizar é o número de passos largos igual ao limite de velocidade da via: se a velocidade é de 80 km/h, 80 passos; se a velocidade é de 100 km/h, 100 passos. Porém, em casos de chuva ou neblina essa distância deve ser dobrada.


Para mais orientações acesse as dicas do Detran e da PRF e acompanhe as redes sociais @detranpr e @prf_pr.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *