Unidades de saúde ampliam ações para as mulheres durante o Outubro Rosa

0
Share

A Prefeitura de Londrina irá realizar, ao longo do mês de outubro, diversas atividades em prol da Campanha Outubro Rosa. Nesta programação, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está ampliando as ações com foco na saúde das mulheres, chamando a atenção para cuidados de prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças comuns nesta população, principalmente o câncer de mama e de colo do útero.

Em todas as quartas-feiras deste mês, as secretarias municipais de Saúde e de Políticas para as Mulheres (SMPM) vão transmitir palestras com profissionais para abordar temas relevantes da saúde da mulher. Esses encontros virtuais serão às 19h, e trarão informações sobre hábitos saudáveis, como alimentação e atividade física; saúde mental na vida da mulher; prevenção de cânceres; e planejamento reprodutivo.

Segundo a coordenadora de Saúde da Mulher da SMS, Priscila Alexandra Colmiran, o principal objetivo das ações no Outubro Rosa são incentivar a detecção precoce dos cânceres de mama e de colo uterino, que atingem mais de 81 mil brasileiras por ano. “Se esses cânceres forem detectados logo no início, a mulher tem alta chance de cura, mais possibilidades de tratamentos e maior qualidade de vida”, citou.

Além dos exames regulares, cuidar da saúde física e mental também contribuem para prevenir essas e outras doenças. “Ter bons hábitos alimentares, consumindo mais frutas, verduras e carnes magras; manter uma rotina de exercícios ou atividades físicas, que pode ser uma simples caminhada; e procurar atividades de lazer que permitam um momento de relaxamento e autocuidado. Todas essas são ações importantes para a saúde da mulher”, complementou Colmiran.

Foto: Gustavo Tacaki/ Saúde

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estão agendando a realização de exames preventivos do câncer de colo de útero, o Papanicolaou. Se detectado na fase inicial, esse tipo de câncer possui 100% de chances de cura. Por isso, a recomendação é que todas as mulheres com idade de 25 a 64 anos e que já iniciaram a vida sexual realizam o exame na UBS mais próxima de sua residência.

Durante dois anos seguidos, o exame Papanicolaou deve ser feito anualmente e, se esses dois resultados forem negativos, a coleta pode ser espaçada para cada três anos.

Outro meio de prevenir o câncer de colo do útero é por meio da vacinação contra o HPV, vírus responsável por vários tipos de câncer – colo de útero, pênis, boca e outros. A vacina quadrivalente é fornecida nas UBSs para meninos de 11 a 14 anos e meninas 9 a 14 anos.

E para as mulheres com idade de 50 a 69 anos também é importante realizar, a cada dois anos, a mamografia, que permite a detecção precoce do câncer de mama. Este câncer é o mais prevalente na população feminina e também o que mais provoca óbitos. Mas, se for diagnosticado logo no início, as chances de cura são altas.

As mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos, ou que estejam em outras idades e perceberam alguma alteração nas mamas, podem procurar a UBS mais próxima de sua residência para avaliação das mamas e solicitar a mamografia.

Além do atendimento prestado de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, as UBSs da zona urbana abrirão no Dia D, sábado (16), para vacinação, coleta de Papanicolaou e avaliação das mamas. No Dia D, também haverá atendimentos na Pitágoras/Unopar e Pontífice Universidade Católica (PUC), em parceria com a SMS. O agendamento também deve ser feito na UBS de referência.

Essas atividades não estarão disponíveis nas UBSs que são exclusivas de vacinação ou referência para pacientes com sintomas respiratórios. Nesses casos, as usuárias podem comparecer em outra unidade da região para agendar os atendimentos. “Outubro é um mês especial pela campanha, mas as atividades são de rotina e permanecem o ano inteiro nas UBSs. Se a mulher não puder procurar o atendimento este mês, pode comparecer em qualquer outro período, seja para esses ou outros exames”, citou a coordenadora de Saúde da Mulher.

Para a imprensa: outras informações com a coordenadora de Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde, Priscila Colmiran, pelo 3372-9829.



com informação da Prefeitura de Londrina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *